Pedro Pichardo homenagem em Setúbal

O campeão olímpico de triplo salto Pedro Pichardo foi homenageado na terça-feira pela Câmara Municipal de Setúbal, numa cerimónia realizada no Salão Nobre dos Paços do Concelho.

“Em Setúbal, cidade que inspira desporto, Pedro Pichardo encontra o território ideal para exponenciar o talento natural. Esta homenagem constitui uma forma de reconhecermos publicamente aquilo que este homem representa hoje para Setúbal e os frutos que ele deixa”, afirmou a presidente da Câmara Municipal, Maria das Dores Meira, em alusão ao facto de o atleta fazer integralmente a preparação desportiva no Complexo Municipal de Atletismo de Setúbal.

Pedro Pablo Pichardo conquistou a medalha de ouro no triplo salto, a única para Portugal nos Jogos Olímpicos de Tóquio, no Japão, com um salto de 17,98 metros, alcançado no terceiro ensaio.

Além de estabelecer um novo recorde nacional, o triplista luso-cubano arrebatou o primeiro ouro olímpico para Portugal desde o triunfo de Nélson Évora em Pequim 2008 na mesma disciplina de atletismo. E garante que não vai ficar por aqui.

“Vou continuar a trabalhar para representar o nosso país e a nossa cidade, que é Setúbal. Podem contar sempre comigo.”

Pedro Pichardo, que a nível de clubes representa o Sport Lisboa e Benfica, confessa que em 2017, quando chegou a Portugal, estava longe de imaginar que um dia conseguiria os resultados que motivaram hoje a homenagem promovida pela Câmara Municipal de Setúbal.

“Nunca me passou pela cabeça que um dia estaria a viver isto. Ainda hoje não acredito. Hoje, quando vinha a chegar a Setúbal, vi um ecrã com a minha foto e fiquei surpreendido. Estou muito feliz e muito grato por ser acolhido desta maneira pelas pessoas. Não tenho palavras para agradecer.”

O Complexo Municipal de Atletismo de Setúbal desempenhou um papel importante na conquista da medalha de ouro em Tóquio, uma vez que é o local onde Pedro Pichardo, treinado pelo pai, Jorge Pichardo, “encontra os meios e tranquilidade necessários para assegurar a preparação desportiva”, sublinhou a presidente Maria das Dores Meira.

Com o resultado obtido pelo triplista, a autarca está convencida de que esta infraestrutura, “reconhecida a nível internacional, mas posta ao serviço da cidade e da população, captará ainda mais praticantes, em particular jovens, o que é outra vitória”.

A autarquia reconhece em Pedro Pichardo “um exemplo inspirador para todos os desportistas e para todos os jovens, alguém que demonstra que não basta talento”, pois também “é preciso trabalhar muito, não desistir perante as adversidades e procurar sempre mais”.

Maria das Dores Meira congratulou o atleta e a família “por este feito extraordinário” e garantiu total disponibilidade da autarquia para continuar a dispor das “melhores condições desportivas para que prossiga os seus treinos de alta competição”, conquistar mais resultados e “levar o nome de Setúbal tão longe”.

A cerimónia de homenagem a Pedro Pichardo contou, igualmente, com uma intervenção do presidente da Federação Portuguesa de Atletismo, Jorge Vieira, que reconheceu o apoio prestado pelo município de Setúbal ao atleta.

“As condições que Pichardo encontrou em Setúbal não se encontram normalmente no país. Para formar um campeão é preciso uma autarquia que esteja desperta e atenta como esta. A autarquia de Setúbal dá um exemplo claro de como se deve encarar a prática desportiva.”

A cerimónia de homenagem promovida pela Câmara Municipal de Setúbal contou com a presença de outro ouro olímpico português, Rosa Mota, que, juntamente com Maria das Dores Meira e o vereador do Desporto, Pedro Pina, entregou uma placa comemorativa a Pedro Pichardo.

Além de Rosa Mota, também Francis Obikwelu, medalha de prata em Atenas 2004, marcou presença, bem como elementos do Executivo municipal, o presidente da Assembleia Municipal de Setúbal, André Martins, e a diretora do projeto Olímpico do Sport Lisboa e Benfica, Ana Oliveira, entre outras individualidades.

Antes desta homenagem e da conquista da medalha de ouro em Tóquio, Pedro Pichardo já tinha sido distinguido, em março, pela Câmara Municipal de Setúbal, com a Medalha de Honra da Cidade, na Classe Desporto, em reconhecimento dos seus feitos desportivos e do contributo para o engrandecimento e divulgação da cidade além-fronteiras.

Antes do outro olímpico, este ano o atleta já se tinha sagrado campeão europeu no Campeonato de Pista Coberta, a 7 de março, ao saltar 17,30 metros, marca alcançada logo no primeiro ensaio da final, não dando hipótese aos concorrentes, todos eles a mais de vinte centímetros de distância.

Apesar de ter apenas 28 anos, o triplista tem no currículo vários pódios internacionais, sendo uma das principais referências mundiais da modalidade na atualidade.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *