Quem somos

Breve História da Rádio Azul
Apesar de anteriormente terem surgido muitas emissões experimentais, a inauguração oficial da Rádio Azul teve lugar numa noite quente de verão, no início de mês de Julho de 1985 e veio para ficar. Fruto de muita perseverança e de muito trabalho de todos os envolvidos, a Rádio Azul foi a primeira rádio local a surgir na cidade de Setúbal, e há quem diga que terá sido a primeira rádio local oficial do país.
Os primeiros passos no panorama radiofónico foram dados através de emissões que, na altura, eram feitas no primeiro estúdio a partir da estrada dos ciprestes, começavam ao início da manhã e tinham o seu términus à meia-noite. Durante o dia, muitos eram os programas, que de forma diversificada procuravam agradar a todos os ouvintes. Os noticiários privilegiavam os acontecimentos da cidade e da região com incidência também na área do desporto.
Com o surgimento da Lei da Rádio em 1989, a Rádio Azul legalizou-se e havia começado entretanto a emitir 24 horas por dia. A frequência 98.9 FM, afirmou-se no éter, ganhou prestígio, tornou-se num órgão de comunicação social respeitado por todos e virou líder de audiências na região. No início dos anos 90, já com novos estúdios e novos equipamentos, a produção áudio e qualidade de som melhoraram significativamente.
Já em 1995, a Rádio Azul muda de mãos, alterando também a linha orientadora de informação e programação que nos primórdios havia adquirido. Em 2001, a Rádio Azul fez talvez uma das primeiras mudanças mais significativas no que concerne ao critério musical, passando a dar mais destaque à música rock e alterando o slogan para “Rádio Azul – Muito mais música”. No início de 2003, nova mudança de estúdios acompanhada também de uma nova identidade. Desde então a programação musical passou a ser mais latino-americana e a sonoplastia, designação e respectivo slogan foram novamente alterados, desta vez para “Azul FM – A rádio dos melhores ouvintes”.
Em finais de 2004, com a entrada de um novo gestor de conteúdos, que trousse consigo uma nova equipa, dá-se uma nova reformulação na Rádio Azul, desde logo, trazendo de volta o fraseado cantado do “Ervilha” que em bom tempo foi introduzido por Jorge Simões, como imagem de marca da rádio e regressando ao slogan “Rádio Azul – A Rádio de Todos os Sons”. Foi peremptório um regresso às origens e com isso, um reaproximar a rádio dos ouvintes. Gradualmente foram introduzidos novos programas diversificados, mais dinâmica, mais informação, mais desporto, sempre com um olhar atento sobre a cidade e não descurando uma nova selecção musical muito mais comercial, virada para o pop/rock.
Em 2010, evidentemente os tempos mudaram e as devidas adaptações tiveram de ser feitas, designadamente dando uma nova roupagem na imagem visual e sonora, mas com 25 anos de vida no éter, a Rádio Azul estava bem mais próxima e vincada nas suas raízes. Muitos foram os profissionais que fizeram e fazem parte desta casa, desde os seus fundadores, passando pelos locutores, jornalistas, técnicos, repórteres, colaboradores e até convidados que ajudaram e ajudam a enriquecer o universo Rádio Azul. Agora festejamos os 34 anos de vida!
Por isso, hoje, como desde 1985, Setúbal tem cor… Azul, a cor da Rádio.